segunda-feira, 16 de novembro de 2009

A história de um termómetro

Hoje apetece-me recordar algumas das hilariantes coisas que eu já vi acontecer. E como recordar é viver eu não vou perder a oportunidade. Vou começar pelas recordações relativas a um simples termómetro. Sim porque aqui à uns 3 anos entrei numa enfermaria de obstetrícia com um termómetro na mão para apenas avaliar a temperatura de uma grávida. Eu não estava era à espera que ela se começasse a despir quando eu lhe disse que vinha ver se tinha febre! Não sei o que a senhora pensou que eu ia fazer mas apressei-me a explicar que só era preciso pôr o termómetro debaixo do braço. Mas as "termometrómemórias" não ficam por aqui... Na semana passada andava eu a semear os termómetros pelas enfermarias quando vejo uma pessoa que acabadinha de receber o seu termómetro o põe na boca! Eu não sei a quantidade se sovacos que aquele termómetro tem no curriculum mas que não são poucos lá isso não são... E já vai com sorte se aquele instrumento de medida já não passou por nenhum lugar escuro e húmido que não seja a boca de outra pessoa!
Depois de tanto pormenor, acho que vou ficar por aqui para dar ao leitor um tempinho para ir ao WC vomitar a ultima coisa que comeu...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...